O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, demonstrou confiança no apuramento de Portugal para os oitavos de final do Euro2016, declarando que irá estar no jogo com a Hungria para testemunhar esse feito.

Lá estarei no dia 22, em Lyon, para testemunhar a qualificação. Não me passa pela cabeça qualquer hipótese de não sermos qualificados, bem qualificados", vincou Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas à margem de uma iniciativa no Sport Algés e Dafundo, concelho de Oeiras, este domingo.

E prosseguiu: "Nós somos os melhores e temos oportunidade de mostrar isso dia 22 em Lyon e continuarmos a progressão no Euro que é a expectativa de todos os portugueses, especialmente os que vivem em França".

O chefe de Estado irá assistir ao último jogo de Portugal na fase de grupos do europeu de futebol, encontro decisivo para as aspirações da seleção nacional na prova.

A seleção nacional não saiu de um nulo, no sábado, diante da Áustria, registando o segundo empate no mesmo número de jogos na fase final do Euro2016.

Portugal passa agora a preparar o encontro com a Hungria, da terceira e última jornada do grupo F, que está agendado para quarta-feira, em Lyon.

Em caso de triunfo face aos húngaros, a seleção das quinas garante um lugar nos oitavos de final e será primeira se a Islândia não vencer a Áustria, ou se, nesse caso, acabar com melhor diferença de golos do que os nórdicos, para já em vantagem, face ao total de golos marcados (2-2 contra 1-1).

O empate também poderá valer a qualificação direta, no segundo lugar, se Islândia e Áustria também empatarem e Portugal marcar, pelo menos, mais um tento do que os islandeses. Em caso de derrota, 'adeus' França e Euro2016.

O terceiro posto também poderá valer um lugar nos 'oitavos', ficando dependente dos resultados dos outros agrupamentos, já que, além dos dois primeiros dos seis grupos, qualificam-se ainda os quatro melhores terceiros.