O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira que a NATO será "um tema importante" na agenda do seu encontro com o chefe de Estado norte-americano, Donald Trump, na quarta-feira, em Washington.

Questionado sobre os temas de vai falar com Trump, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que "há um conjunto de temas comuns importantes" na agenda, "que dizem respeito à pertença à NATO, ao envolvimento no Atlântico, à posição comum em relação a alguns problemas que se colocam, nomeadamente, no âmbito da Aliança Atlântica".

Em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita à Escola Portuguesa de Arte Equestre, em Lisboa, o Presidente da República apontou como outros assuntos em cima da mesa a "colaboração no domínio energético, no domínio dos investimentos recíprocos".

Esses são temas bilaterais. Depois veremos se, além desses, haverá outras realidades internacionais, multilaterais, como se costuma dizer, que venham a ser abordadas", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que tem tido vários encontros, "diferentes, com responsáveis de Estados também muito diferentes" e considerou que nestas reuniões de alto nível "a componente bilateral é a mais importante".

No caso dos Estados Unidos, salientou que "há um elemento decisivo nas relações com a América, que são um milhão e 500 mil portugueses que vivem na América".

Isso tem consequências importantes. São americanos e são portugueses. Esse é um ponto central da nossa conversa", disse.

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, chega a Washington na terça-feira e vai ser recebido pelo Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, na Casa Branca, em Washington, na quarta-feira, dia 27 de junho.

Nesta quarta-feira, dia 20, antes de assistir em Moscovo ao jogo entre Portugal e Marrocos do Campeonato do Mundo de Futebol de 2018, Marcelo Rebelo de Sousa esteve com o Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, numa "visita de cortesia", fechada à comunicação social, da qual não deu pormenores.