O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou esta terça-feira um "excecional orgulho" pelo papel desempenhado pela GNR, destacando a vertente de proximidade desta força de segurança e as missões externas que desempenha.

Em breves declarações aos jornalistas durante a visita que realizou esta manhã ao comando-geral da GNR, no Largo do Carmo, em Lisboa, o chefe de Estado disse ter um "excecional orgulho pelo papel da Guarda Nacional Republicana", sublinhando a sua vertente de proximidade.

Eu muito tenho falado de proximidade, pois a Guarda Nacional Republicana é testemunho diário de proximidade, as populações sentem-se quase familiares da Guarda Nacional Republicana, isso é um valor inestimável", disse o Presidente da República.

Além disso, continuou, "a competência, o prestígio, a relevância internacional que é atribuída unanimemente à intervenção da Guarda Nacional Republicana" nas missões no estrangeiro é "prestigiante para Portugal".

A Guarda Nacional Republicana tem prestado uma missão, que é uma missão nacional, uma missão europeia, é uma missão de vocação universal", vincou Marcelo Rebelo de Sousa, que durante a visita que efetuou ao centro de comando e controlo operacional falou por videoconferência com alguns militares que estão no estrangeiro em missões internacionais, nomeadamente em Timor-Leste.

O Presidente da República foi ainda questionado sobre o jogo desta noite da seleção nacional de futebol, na estreia de Portugal no Europeu de França, mas Marcelo Rebelo de Sousa disse não querer confundir essa matéria com a GNR.

Na visita que efetuou ao comando geral da GNR, onde foi recebido com honras militares, o chefe de Estado assistiu a um ‘briefing' do comandante-geral sobre a força de segurança e visitou o museu da GNR, além da visita ao centro de comando e controlo operacional.

Esta tarde, Marcelo Rebelo de Sousa irá ainda assistir à cerimónia oficial do "Dia da Cidade de Abrantes", que comemora o 100.º aniversário da elevação a cidade.

À noite, à hora do jogo da seleção nacional, o Presidente da República irá jantar com membros da Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal, no Palácio da Cidadela, em Cascais.