O Presidente da República expressou esta sexta-feira o repúdio pelo tiroteio que ocorreu em Munique, causando pelo menos nove mortos, e enviou a sua solidariedade e "fraterna amizade" ao chefe de Estado da Alemanha.

"O Presidente da República expressa a sua solidariedade para com o povo alemão, horrorizado por mais este momento trágico que afeta a Alemanha e atinge toda a Europa", lê-se numa mensagem colocada no site da Presidência da República.

Marcelo Rebelo de Sousa expressou a “solidariedade e vivo repúdio pelo ato de violência gratuita” do ataque em Munique, "na certeza de que os valores do respeito pelos Direitos Humanos, da Democracia e do Estado de Direito prevalecerão no combate contra os seus inimigos”.

Por isso, Rebelo de Sousa enviou uma “mensagem de fraterna amizade” ao Presidente alemão, horas depois dos acontecimentos em Munique.

A polícia de Munique colocou em “alerta terrorista elevado” a cidade alemã, na sequência do tiroteio num centro comercial que terá vitimado nove pessoas, abatidas por três homens armados que se encontram em fuga.

A gare de Munique foi evacuada e os serviços de metro, autocarro e comboios foram suspensos por ordem da polícia.

Na sequência do ataque, a chanceler alemã, Angela Merkel, convocou para sábado uma reunião do Conselho de Segurança federal.