Marcelo Rebelo de Sousa destaca as projeções que dão uma «impressionante a vitória» a António Costa na corrida à Câmara de Lisboa.

«Se for assim, ele obtém acima dos 44 por cento que tinha. É impressionante, porque o PC é muito forte em Lisboa e o Bloco de Esquerda é muito forte em Lisboa», sublinha

Para o PSD, é um mau resultado, avança Marcelo: «ficar nos 23, 24 ou 25 por cento é uma coisa nunca vista para o PSD em Lisboa. E não é só PSD é uma coligação».

Vitória de Rui Moreira no Porto representa «grande derrota» para Passos Coelho

O antigo presidente do PSD considerou que a vitória do independente Rui Moreira no Porto, como indicam as projeções já conhecidas, representa uma «grande derrota» para o líder social-democrata, Pedro Passos Coelho.

Comentando estes dados no Jornal da Noite da TVI, Marcelo Rebelo de Sousa considerou tratar-se de «uma grande vitória» de Rui Moreira, mas também «inequivocamente uma grande vitória daquele setor do PSD, nomeadamente Rui Rio, que apoiou direta ou indiretamente Rui Moreira, e do CDS», que optou por apoiar a candidatura independente.

«E se for assim», acrescentou Rebelo de Sousa, está em causa «uma grande derrota de Pedro Passos Coelho».

Quanto ao candidato do PSD no Porto, Marcelo Rebelo de Sousa considera que Luís Filipe Menezes não sofreu uma «grande», mas «uma esmagadora derrota», referindo que o candidato do PSD pode perder duplamente nesta noite: «Se em Gaia [cujo município liderou durante quatro mandatos] acontece o PSD perder, isso significa que Menezes perdeu a influência que tinha em Gaia e perde fragorosamente no Porto».