O Presidente da República condenou hoje o “hediondo ataque terrorista na Turquia”, no qual um cidadão português ficou ferido, e defendeu que o combate ao terrorismo deve ser “uma missão de todos”.

Marcelo Rebelo de Sousa expressou as suas “sentidas condolências” ao povo turco e condenou, “de forma veemente, este bárbaro ataque que ocorre apenas uma semana depois de um outro atentado em Ancara”

Numa mensagem disponível no ‘site’ da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se ao cidadão português que ficou ferido e se encontra hospitalizado.

De acordo com o secretário de Estado das Comunidades, um português ficou ferido no atentado suicida de hoje em Istambul e encontra-se a receber tratamento hospitalar.

“Quero transmitir ao próprio, e aos seus familiares, os mais sinceros votos para que melhore rapidamente”, escreve Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o Presidente da República, “a existência de feridos de mais de dez nacionalidades distintas vem confirmar que o combate ao terrorismo e a defesa da vida e dignidade humana deve ser uma missão de todos e para a qual todos devem permanecer unidos e solidários”.

O ataque suicida em Istambul provocou cinco mortos e 36 feridos, 12 deles estrangeiros.