O Presidente da República agradeceu, este sábado, à seleção portuguesa de futebol as “alegrias” que deu ao país no Mundial2018, considerando que o jogo dos oitavos de final foi “talvez o mais bem jogado” por Portugal, mas faltou sorte.

Marcelo Rebelo de Sousa falava à RTP no Estádio Ficht, em Sochi, na Rússia, após o jogo que eliminou a seleção portuguesa de futebol do Mundial2018, ao perder com o Uruguai por 2-1 nos oitavos de final.

O chefe de Estado disse que falou com os jogadores e o selecionador Fernando Santos para “agradecer-lhes estes dias e estas semanas de alegrias e de sonhos”.

O país vibrou, encheu as praças, encheu tudo, vibrou com eles, ficou eternamente grato a eles por aquilo que fizeram, pelos sonhos que permitiram alimentar e pelas alegrias proporcionadas”, sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa.

Para o Presidente da República, os jogadores da seleção nacional “jogaram muitíssimo bem”, sobretudo na segunda parte, sendo “talvez o jogo mais bem jogado pela equipa portuguesa” durante o Mundial2018, que está decorrer na Rússia.

Jogaram hoje com a fibra de campeões”, mas “não deu porque não houve sorte”, acrescentou o chefe de Estado, considerando que “foi por um triz”.

 

Agora é uma questão de justiça dizer-lhes que lhes estamos gratos por aquilo que fizeram”, concluiu Marcelo Rebelo de Sousa, para quem a seleção do Uruguai “não é superior” à portuguesa, embora tenha havido “aquela pequena diferença na concretização, na eficácia, na sorte”.

Costa dá os parabéns à Seleção

O primeiro-ministro, António Costa, deu os parabéns à seleção portuguesa de futebol, que "esteve sempre à altura" no Mundial2018, apesar de ter sido eliminada nos oitavos de final pelo Uruguai.

Foi o nosso melhor jogo, mas… isto é futebol. O importante é que estivemos sempre à altura dos campeões que somos e lutámos com abnegação até ao apito final. Parabéns”, escreveu António Costa na rede social Twitter.

A seleção portuguesa de futebol foi hoje eliminada nos oitavos de final do Mundial2018, ao perder com o Uruguai por 2-1, em jogo disputado no Estádio Ficht, em Sochi, na Rússia.

Portugal foi para o intervalo a perder por 1-0, graças a um golo de Edinson Cavani, aos sete minutos, mas Pepe ainda igualou para a equipa das 'quinas', aos 55 minutos. Pouco depois, aos 62, Cavani bisou na partida, com um golo que acabaria por dar o triunfo aos sul-americanos.

Nos quartos de final, o Uruguai vai defrontar na sexta-feira a França, que hoje eliminou a vice-campeã mundial Argentina (4-3).