O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, distinguiu esta terça-feira o cardeal Sean Patrick O’Malley com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, por serviços à comunidade portuguesa.

No final de uma conferência em Lisboa sobre “A missão do papa Francisco e os desafios da Igreja no presente", o chefe de Estado impôs a distinção ao cardeal O'Malley, dizendo que esta pretende distinguir os serviços prestados à comunidade portuguesa nos Estados Unidos.

Em 1985, o cardeal tinha já sido agraciado com a comenda da Ordem Infante D. Henrique em reconhecimento pelo notável trabalho junto da comunidade luso-americana.

O cardeal Sean Patrick O'Malley, nomeado pelo papa para presidir à comissão pontifícia para a proteção de menores, esteve esta terça-feira em Lisboa para falar sobre a missão de Francisco e os desafios da Igreja.

O cardeal O'Malley participou no simpósio teológico-pastoral promovido pelo santuário de Fátima, entre sexta-feira e domingo, de acordo com a agência Ecclesia.

Além de presidir à comissão que trata os casos de abuso sexual na Igreja Católica, o também arcebispo de Boston integra o conselho consultivo de nove cardeais nomeado pelo papa para o aconselhar na reforma da Cúria Romana e das instituições da Igreja.

Elevado a cardeal em 2006 pelo papa Bento XVI, Sean O'Malley pertence à Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, ordenado padre em 1970.

Em 1973, Sean O'Malley ficou responsável pastoral pela comunidade latina na grande área de Washington D.C., capital federal dos Estados Unidos. Nesta comunidade desenvolveu relevante atividade eclesial e social, promovendo a assistência médica e apoio legal aos imigrantes.

Cinco anos depois, o cardeal de Washington nomeou-o vigário episcopal para a comunidade portuguesa e diretor do serviço arquidiocesano da Pastoral social. Foi nomeado bispo pelo papa João Paulo II.

Sean Patrick O'Malley nasceu em Lakewood, no estado de Ohio, em 1944, no seio de uma família católica de ascendência irlandesa.

Formou-se em Teologia, fez um mestrado em educação e doutorou-se em literatura espanhola e portuguesa.