O Presidente da República considerou que uma eventual candidatura do ministro das Finanças, Mário Centeno, à presidência do Eurogrupo seria “muito bom para Portugal”.

Vamos ver, vamos ver. É cedo para haver pronúncia sobre isso. Seria muito bom para Portugal, mas vamos esperar pelo dia 4 de dezembro", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

O ministro das Finanças espanhol, Luis de Guindos, disse esta terça-feira, no final de uma reunião de ministros das Finanças da UE, que Centeno contará com o voto de Espanha se decidir avançar com uma candidatura à sucessão do holandês Jeroen Dijsselbloem.

Centeno considerou ser uma "simpática frase" de apoio do seu homólogo espanhol, mas escusou-se ainda a assumir se é candidato.