Manuel Alegre foi quem mais apelou a ultrapassar os "traumas" do Verão Quente, ainda durante a campanha eleitoral do PS e, este domingo, dia em que o Comité Central do PCP deu luz verde ao acordo para um governo de esquerda liderado pelos socialistas, foi com "emoção" que recebeu a notícia. 

"Venho aqui partilhar um momento histórico. Ouvi com emoção as palavras do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e a posição do PCP"


Manuel Alegre falava aos jornalistas à entrada para a reunião da Comissão Política Nacional do PS, em Lisboa, na qual participa a título de convidado pela direção de António Costa. 

Manuel Alegre aproveitou para enviar "um abraço" a Jerónimo de Sousa na sequência da decisão tomada pelo Comité Central do PCP.

"Eles contribuíram para um alargamento da nossa democracia e para a construção de uma solução que o povo português precisa", acrescentou o ex-candidato presidencial, citado pela Lusa.

A Comissão Política Nacional do PS prepara-se hoje para aprovar a conclusão de acordos políticos com o PCP, Bloco de Esquerda e "Os Verdes" para a formação de um executivo socialista, assim como a apresentação de uma moção de rejeição ao Governo PSD/CDS.