Manuel Alegre considera que as projeções e os primeiros resultados das eleições autárquicas «confirmam o PS de novo como primeiro partido português e como alternativa a esta coligação».

Para o histórico socialista, estas eleições «exprimem uma grande derrota claríssima do PSD e uma grande vitória do PS». Alegre não hesita em fazer uma leitura nacional dos resultados, dos quais Pedro Passos Coelho deveria tirar ilações.

«Exprimem o sentido profundo dos portugueses, embora tudo indique que o primeiro-ministro vá ser indiferente, ao contrário do que foram outros primeiro-ministros, como foram Francisco Pinto Balsemão e António Guterres, que tendo ganho as eleições autárquicas, se demitiu por ter perdido o Porto e Lisboa», sublinha.

«Os portugueses castigaram o PSD e consagraram o PS como futura alternativa ao Governo do país», rematou.

Manuel Alegre fez questão de dizer que vai dar «um abraço» a Seguro, que considerou «grande vencedor destas eleições».