O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, reconheceu hoje a existência de «muitas situações de enorme carência» ao nível das instalações das forças de segurança, mas sublinhou o «esforço» que está a ser feito para «recuperar o tempo perdido».

«Temos muitas situações de enorme carência ao nível das instalações das forças de segurança, fruto de 37 anos de subavaliação do investimento que era necessário para termos essas boas condições», afirmou.

Miguel Macedo acrescentou que o Governo está atualmente a «fazer um esforço» para «recuperar o tempo perdido», apesar dos «constrangimentos orçamentais muito importantes» do país.

O governante falava em Póvoa de Lanhoso, durante a assinatura de um protocolo entre a Câmara local e o Ministério da Administração Interna para as obras de remodelação e ampliação do quartel da GNR daquele concelho.

Esta intervenção significará num investimento de 388 mil euros e será concretizado em 2014.

Criar espaços e condições para acolher elementos do sexo feminino e eliminar barreiras arquitetónicas são dois dos objetivos da obra.

A empreitada pretende ainda dotar o quartel de espaços mais condignos para apoio à vítima e para detidos.

A melhoria do desempenho energético, nomeadamente com aproveitamento da energia solar, é outro dos objetivos subjacentes à intervenção.