O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, sugeriu hoje o socialista Alberto Martins para presidir interinamente aos trabalhos da Assembleia da República até que pelas 15:00 seja eleito o novo presidente do parlamento.

"É com redobrado prazer que convido o deputado socialista Alberto Martins, meu muito estimado amigo", afirmou Luís Montenegro, que seguindo "a praxe parlamentar", em nome do partido maioritário, sugeriu um deputado para dirigir os trabalhos interinamente durante o início da XIII Legislatura do parlamento saído das eleições de 4 de outubro.

Montenegro sublinhou que essa escolha recaiu em Alberto Martins na ausência da presidente da Assembleia cessante e do vice cessante do mesmo grupo parlamentar.
 

"Gostaria de vos propor aquele que entre nós há mais tempo viu a luz do dia, embora não pareça, um parlamentar experiente e experimentado que não encontrou qualquer objeção na consulta prévia"


Ouviram-se aplausos das bancadas do PS, PSD e CDS-PP e Alberto Martins dirigiu-se para a cadeira de presidente, dirigindo os trabalhos até cerca das 10:25, quando foram suspensos, retomando pelas 15:00.

Alberto Martins saudou todos os colegas deputados no início de funções, de todas as bancadas e grupos parlamentares e sublinhou a "honra e responsabilidade" de, nos termos da Constituição, cumprirem o mandato representativo.

Manifestações de agrado da câmara ouviram-se também à indicação dos secretários, o social-democrata Duarte Pacheco e a socialista Rosa Albernaz, experientes nestas tarefas em legislaturas anteriores.

Nesta curta duração dos trabalhos parlamentares foi votada e eleita a comissão eventual de verificação de poderes, que irá determinar eventuais substituições de parlamentares.