O Governo enalteceu hoje a «excelente mensagem» do Presidente da República, Cavaco Silva, sobre a importância das próximas eleições europeias, marcadas para 25 de maio.

«Tudo aquilo que o Presidente da República disse merece não apenas a concordância geral de todos os portugueses como seguramente também das forças políticas», assinalou o ministro da Presidência e Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes.

O governante falava no final da reunião de hoje do Conselho de Ministros, e no dia seguinte a Cavaco Silva ter apelado a uma campanha eleitoral para o Parlamento Europeu «esclarecedora, serena e elevada», e alertado os portugueses para a importância do sufrágio.

Marques Guedes destacou a «chamada de atenção» do chefe de Estado «a todos os portugueses» alertando que «o que se passa na Europa é importantíssimo para Portugal e para os portugueses».

«A consciência desse facto deve ser uma consciência cada vez maior», frisou o ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares.

O governante declarou ainda que «envolvimento e participação no próximo ato eleitoral» é essencial até porque Portugal «quer continuar a fazer parte desta Europa de paz, desenvolvimento e crescimento económico».

Numa comunicação ao país em que anunciou a marcação das eleições europeias para 25 de maio, Cavaco Silva declarou: «A campanha eleitoral e o sufrágio do dia 25 de maio irão decorrer num momento muito complexo da vida nacional. Em breve, Portugal tem de definir com clareza que linha de rumo irá seguir após a conclusão do programa de assistência económica e financeira. A campanha eleitoral deve, pois, decorrer de uma forma esclarecedora, serena e elevada».

Cavaco Silva apelou ainda à participação ativa dos portugueses neste sufrágio, sublinhando que as decisões das instâncias europeias condicionam e influenciam profundamente o destino de Portugal e o futuro das novas gerações.