O vereador pelo Bloco de Esquerda na Câmara Municipal do Seixal, Luís Cordeiro, morreu esta segunda-feira aos 65 anos, informou a concelhia do partido.

É com enorme pesar que informamos o falecimento do nosso camarada Luís Cordeiro”, disse à Lusa a concelhia do Seixal.

Nascido em 1953, Luís Cordeiro foi eleito vereador pelo Bloco de Esquerda na Câmara Municipal do Seixal, no distrito de Setúbal, em 2009 e reeleito em 2013 e 2017.

Segundo nota enviada pelo Bloco de Esquerda, Luís Cordeiro “foi um ativista empenhado, solidário e o seu desaparecimento precoce é uma perda para a esquerda”.

O percurso político de Luís Cordeiro confunde-se com as posições pelas quais se bateu ao longo de toda a sua vida. A proximidade às populações, em particular as mais vulneráveis, foi a marca de uma vida em defesa da democracia justamente onde esta é mais necessária: no combate à pobreza e à exclusão e na defesa de respostas autárquicas justas e solidárias”, referiu o partido.

O Bloco de Esquerda lamentou profundamente o falecimento de Luís Cordeiro e enviou as mais sentidas condolências à família, reafirmando “o compromisso com a continuidade do seu legado político”.

Até ao momento não foi possível apurar as circunstâncias da morte.