A candidata do PSD à Câmara de Lisboa, derrotada nas eleições deste domingo, Teresa Leal Coelho diz-se orgulhosa do programa apresentado pelo partido para a capital, apesar de não ter convencido os eleitores.

Leal Coelho, que ficou atrás de Fernando Medina (PS) e Assunção Cristas (CDS), deu os parabéns ao candidato socialista.

Os eleitores fizeram outras escolhas. (...) Saúdo o candidato Fernando Medina, que foi o vencedor, efetivamente, desta corrida autárquica. Já conversei com ele e só posso saudá-lo pelo resultado que conseguiu atingir."

Numa curta intervenção, Leal Coelho isentou, ainda, o PSD de responsabilidades pela derrota.

[Quero] reforçar que o [resultado] que a minha candidatura alcançou é da exclusiva responsabildiade da equipa que apresentou o programa, que fez a campanha e que aqui está, ainda assim, orgulhosa do programa que apresentou para Lisboa", afirmou Leal Coelho num hotel na zona de Belém.

VEJA TAMBÉM: Resultados e reações AO MINUTO

A vice-presidente do PSD e candidata derrotada à Câmara Municipal de Lisboa, Teresa Leal Coelho, seguiu para a sede do PSD, onde chegou pelas 22:35.

Teresa Leal Coelho chegou acompanhada do candidato à Assembleia Municipal de Lisboa, José Eduardo Martins, e disse apenas "boa noite" à comunicação social.

A deputada e vice-presidente do PSD juntou-se à comissão permanente do partido - núcleo duro da direção - que se reuniu na sede nacional para analisar os resultados eleitorais.

De acordo com os dados finais e oficiais, o socialista Fernando Medina foi eleito presidente da Câmara de Lisboa, com oito mandatos, e a coligação "Nossa Lisboa", encabeçada pela líder do CDS-PP, Assunção Cristas, ficou em segundo lugar, com quatro mandatos, ultrapassando a candidata do PSD, Teresa Leal Coelho, que ficou na terceira posição, ainda assim à frente do candidato da CDU, João Ferreira, mas com o mesmo número de mandatos, dois. O candidato do Bloco de Esquerda, Ricardo Robles, também foi eleito.