Os discursos oficiais do 5 de Outubro regressam este ano ao salão nobre dos Paços do Concelho de Lisboa. Desde 2006 que a cerimónia tinha lugar na praça do município, por decisão do presidente Cavaco Silva.

A organização garante que a cerimónia continua a ser pública e que a decisão de a realizar no interior da câmara municipal se prende apenas com uma questão de simplificação, já que este ano e pela primeira vez...a data não é feriado nacional.

A cerimónia começa pouco depois das 11 da manhã com o hastear da bandeira na varanda da câmara, onde em 1910 foi proclamada a república.

A tarefa caberá a Cavaco Silva, que o ano passado protagonizou um invulgar episódio, hasteando a bandeira nacional ao contrário.

Em 2012 a data ficou ainda marcada pelo protesto de alguns populares contra as políticas de austeridade do governo. E o mesmo está a acontecer este ano, com o movimento «Que se lixe a troika», no exterior das Câmara Municipal de Lisboa e pedir a demissão do executivo e a cantar «Grândola Vila Morena».