O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, considerou esta segunda-feira que a vitória da coligação PSD/CDS-PP nas eleições legislativas de domingo “é um encorajamento à política que tem sido seguida em Portugal”.

“Isto mostra que uma política pode ter sucesso, e ser apoiada por uma maioria, mesmo que imponha medidas duras à população”, comentou, quando questionado sobre o resultado eleitoral em Portugal, à entrada para uma reunião de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), no Luxemburgo.


Sublinhando que o triunfo nas eleições é, então, “um grande sucesso” para o Governo português, Schäuble admitiu todavia que, face à perda de maioria absoluta, “as relações de maioria (no parlamento) possam agora ser um pouco complexas”.

A coligação formada por PSD e CDS-PP venceu com 38,55% dos votos (o que representa 104 deputados), tendo perdido a maioria absoluta, e o PS foi o segundo partido mais votado, com 32,38% (85 deputados), estando ainda por atribuir quatro assentos na futura Assembleia da República, referentes aos círculos da emigração.