O cabeça de lista do Partido Trabalhista Português (PTP) pelo círculo eleitoral da Madeira às legislativas de 04 de outubro, José Manuel Coelho, apelou esta terça-feira aos trabalhadores para não votarem nos partidos que "os lixam" nas leis laborais.

Numa ação de campanha eleitoral no Funchal, José Manuel Coelho alertou os madeirenses que PSD, CDS-PP e PS "são os partidos da precariedade do trabalho, das atuais leis laborais que anularam e destruíram as conquistas de abril”, pelo que os eleitores “não devem votar em quem os lixa".

"Os trabalhadores têm de tomar consciência e não votarem naqueles [PSD, CDS-PP e PS] que defendem os seus inimigos, que são os grandes capitalistas sem escrúpulos", afirmou Coelho.


O candidato apontou, como exemplo, a "prática sistemática e agora em voga dos recibos verdes, proporcionada pelas leis ‘fascistas’ criadas pelo PSD, CDS-PP e PS, que precarizam as relações de trabalho e não dão estabilidade, quer aos jovens, quer aos que já desenvolvem uma atividade, que acabam, no fundo, por se sujeitarem a esse expediente, porque precisam de dinheiro para as necessidades, suas e das respetivas famílias".

"Se eu for eleito para a Assembleia da República, prometo lutar contra as leis do PSD, CDS-PP e PS no âmbito laboral e repor as leis justas conquistadas com Abril, que têm vindo a ser esmagadas e ignoradas pelo PSD, CDS-PP e PS", declarou.