"Aqueles que pensam que estivemos de faxina para lhes facilitar o regresso, estão enganados. Nós não estivemos de faxina, nós estamos há quatro anos a preparar o futuro de Portugal, não é o regresso ao passado do socialismo em Portugal", declarou Passos Coelho, num jantar comício da coligação PSD/CDS-PP, no Centro de Congressos de Lisboa.




"A sociedade de privilégio começou a ceder com este Governo. E garanto-vos que, se nestes quatro anos conseguimos afrontar tanto privilégio e incomodar tantos protecionistas em Portugal, deem-nos mais quatro anos em Portugal e verão como nós conseguiremos, não apenas melhores resultados para o crescimento, mas mais justiça social em Portugal. E então tiraremos a prova dos nós entre aqueles que usam e abusam do nome do povo e da liberdade a pensar das eleições, e aqueles que governam a pensar no povo, a pensar nos portugueses e a pensar no futuro", afirmou.




"Nós não iremos julgar politicamente duas vezes os mesmos responsáveis, mas, se não queremos voltar ao princípio e desperdiçar os sacrifícios que fizemos, é bom não nos esquecermos do que é que nos trouxe àquele choque brutal de realidade de 2011", declarou.