A coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP) conseguiu o objetivo proclamado durante a campanha eleitoral de eleger, pelo menos, 10 deputados, o mesmo número de PSD e CDS somados, em 2011, mantendo-se a distribuição dos 16 deputados a eleger.

Pelos resultados provisórios das 147 freguesias apuradas, embora o PS tenha subido a votação no círculo eleitoral (de 25,93% para 27,91%) e o conjunto PSD/CDS-PP tenha tido uma quebra percentual (48,14% agora, enquanto o PSD teve 44,45% e o CDS 12,89% em 2011) a distribuição de deputados mantém-se a mesma: 10 para a coligação e cinco para o PS.

O Bloco de Esquerda também mantém um deputado e aumentou a votação de 5,03% para 9,60%, o mesmo sucedendo com a CDU, que passou de 4,09% para 4,36%, mas de forma menos expressiva e insuficiente para recuperar a eleição de um deputado por Aveiro nestas eleições legislativas.

A abstenção situou-se desta vez nos 43,69%, com um ligeiro aumento face a 2011, em que tinha sido de 40,99%.

Pelo círculo de Aveiro foram eleitos deputados pela coligação Portugal à Frente Luís Montenegro, António Topa, Regina Bastos, João Almeida, Ulisses Pereira, Manuel Helga Correia, Amadeu Albergaria, António Carlos Monteiro, Susana Lamas e Bruno Ferreira.

Pelo PS foram eleitos para deputados Pedro Nuno Santos, Fernando Rocha Andrade, Rosa Maria Albernaz, Filipe Neto Brandão e Porfírio Silva.

O Bloco de Esquerda elegeu por Aveiro Moisés Ferreira.