A candidata a deputada socialista Helena Roseta considerou esta quinta-feira que o PS vai enfrentar uma luta desigual no espaço mediático, defendendo que a direita está ali em vantagem e que há "poderosos interesses instalados".

Helena Roseta, presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, falava num jantar comício no pavilhão da Ajuda, em que esteve presente João Araújo, advogado do ex-primeiro-ministro José Sócrates, e durante o qual foi lida uma mensagem de apoio ao PS enviada pelo antigo Presidente da República Jorge Sampaio.

No segundo discurso da noite, a "número três" da lista do PS pelo círculo de Lisboa afirmou que todos os simpatizantes socialistas "rejubilaram" com a prestação do secretário-geral do PS, António Costa, no debate televisivo de quarta-feira à noite com o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho.

"Mas o combate vai ser desigual", advertiu, numa referência a uma alegada vantagem "da direita" no espaço mediático, designadamente em termos de comentadores, e a práticas de "manipulação".

"Há poderosos interesses instalados", completou Helena Roseta.


A seguir, Helena Roseta fez um rasgado elogio à personalidade do ex-presidente da Câmara de Lisboa, caraterizando-o como "um homem de diálogo, que faz mais do que promete e não mente".

"António Costa é um homem inteligente, rigoroso, anda de metro, gosta das pessoas e instalou o seu gabinete de presidente da Câmara no Intendente, que era uma das zonas mais problemáticas de Lisboa", disse.


Na primeira intervenção da noite, o líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS, Marcos Perestrello, arrancou fortes aplausos quando se referiu ao debate televisivo de quarta-feira à noite entre o líder socialista, António Costa, e o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho.

"Uma vez mais ficou claro que és tu António Costa e o PS quem represente a alternativa em Portugal. Percebeu-se o motivo pelo qual PSD, CDS, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas fogem dos debates e fogem das entrevistas. A conversa deles não resiste a cinco minutos de contraditório", disse Marcos Perestrello.