a troika «pecou contra a dignidade» de portugueses, gregos e também irlandeses





«nunca a dignidade de Portugal esteve em causa»durante o programa de ajustamento, apesar de admitir um «balanço crítico» do «funcionamento institucional da troika».


Machete propõe «controlo mais apertado das fronteiras» no Mediterrâneo