“Acho perfeitamente normal e coerente com tudo o que disse nos últimos cinco anos [a participação na ação de campanha de Marisa Matias]. Estranho seria não apoiar. Na vida política de Pacheco Pereira, a única coisa que é incoerente é continuar a ser militante do PSD. Se pensasse como ele, teria vergonha de ser militante do PSD”, disse Duarte Marques ao “i”.








“Pacheco Pereira deseja ser convocado [pelo partido] e ser mártir. A vontade dele é manter-se no PSD e esperar que o partido lhe aplique alguma sanção”, considera.



“Enfant terrible”


"Abrupto"

"Antes que a comunicação social me torne "propriedade" de qualquer candidatura presidencial, informo que tenho já prevista a participação em debates e colóquios organizados pelas candidaturas de Sampaio da Nóvoa e Marisa Matias e tenho falado pessoalmente sobre a questão presidencial com outros candidatos."




“Uma coisa é participar em ações programadas, outra coisa é apoiar uma candidatura”.