logotipo tvi24

Coelho dá «ordem de prisão» a director regional

Candidato do PTP tentou entrar na Direcção Regional dos Assuntos Fiscais, no Funchal

Por: Redacção / CP    |   2011-08-02 14:42

O candidato do Partido Trabalhista Português (PTP) às eleições legislativas regionais na Madeira quis dar ordem de prisão ao director regional dos Assuntos Fiscais, acusado de fraude e branqueamento de capitais, mas foi impedido de entrar.

«Vim aqui dar ordem de prisão», disse à agência Lusa José Manuel Coelho, que foi candidato nas últimas eleições presidenciais, apoiado pelo PND.

Num protesto que não durou mais de dez minutos e onde estiveram cinco elementos do partido, o candidato e vice-presidente do partido forçou a entrada nas instalações da Direcção Regional dos Assuntos Fiscais, no Funchal, acção que o segurança do edifício impossibilitou.

O grupo limitou-se, por isso, a afixar na porta um «edital-notificação», onde se lê que José Manuel Coelho vem «dar ordem de prisão preventiva» ao director regional, atendendo a que está «indiciado» da prática de crimes contra o Estado português e a região, nomeadamente «fraude, fuga ao fisco e à segurança social e branqueamento de capitais em offshores das Ilhas Virgens».

«Justifica-se a prisão preventiva como medida cautelar, uma vez que o citado continua a desempenhar funções de cobrança de impostos e de fiscalização fiscal, podendo continuar os seus esquemas de fugas e fraude», acrescenta o «edital».

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa anunciou o mês passado ter sido deduzida acusação contra os membros da direcção do Clube Desportivo Nacional (CDN) «por indiciação de factos passíveis de consubstanciar um crime de fraude qualificada, um crime de fraude contra a Segurança Social e um crime de branqueamento».

O director regional dos Assuntos Fiscais já afirmou estar de «consciência tranquila» em relação às acusações imputadas pelo Ministério Público e considerou não estar em causa as suas funções.

João Machado explicou que o despacho se reporta a «eventuais factos fiscais» de 2005, quando «já não era dirigente» do clube.

Partilhar
FOTOGALERIA:
Coelho dá «ordem de prisão» a director regional

Coelho dá «ordem de prisão» a director regional [HOMEM DE GOUVEIA/LUSA] EM CIMA: Coelho dá «ordem de prisão» a director regional [HOMEM DE GOUVEIA/LUSA]

«Se agora conseguem poupar, por que foram ao osso?»
Santos Silva diz que cortes não são possíveis, a não ser que sejam em serviços hospitalares
Cortes «nunca» serão tão grandes como a CES
Em entrevista, Passos Coelho pouco revela sobre medidas futuras, mas admite aliviar cortes em 2016. O primeiro-ministro não promete baixar IRS e recusa ser responsável pelo aumento da pobreza
«Não é que se lixem as eleições, é que se lixem os portugueses»
Comentário de Constança Cunha e Sá na TVI24
EM MANCHETE
Corte não será tão grande como a CES
Em entrevista, Passos Coelho pouco revela sobre medidas futuras, mas admite aliviar cortes em 2016. PM não promete baixar IRS e recusa ser responsável pelo aumento da pobreza
«Primeiro-ministro fugiu a dar respostas concretas»
«Se agora conseguem poupar, por que foram ao osso?»