O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, revelou «esperança e confiança» num «futuro melhor», reafirmando que o PCP está pronto para «assumir todas as responsabilidades do país que os trabalhadores e o povo depositarem nas suas mãos».

Numa mensagem de Ano Novo gravada e publicada na Internet, Jerónimo de Sousa voltou a condenar a «política de direita que PSD, PS e CDS impõem há décadas» e defendeu que «Portugal e os portugueses não estão condenados a este rumo de exploração, injustiças e empobrecimento dos PEC e do pacto de agressão», sendo possível «uma outra política, patriótica e de esquerda, para responder aos problemas nacionais».

«A primeira e maior palavra que quero deixar é de esperança e de confiança na possibilidade de construirmos um futuro melhor», assegurou o líder comunista.

Para o também deputado do PCP, «os trabalhadores e o povo sabem que podem contar com o partido nas muitas lutas para defender direitos, emprego, serviços públicos, mas também com as propostas e soluções que o PCP tem para responder às aspirações populares».

«O PCP aqui está para assumir todas as responsabilidades do país que os trabalhadores e o povo depositarem nas suas mãos», disse, garantido que o partido assegurará que «o apoio que lhe é dado jamais será traído».