O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, apelou este domingo aos portugueses para não se «deixarem enganar» pelo Governo que, diz o comunista, «esconde» medidas de austeridade firmadas com a troika para as apresentar depois das eleições europeias.

«Escondem essas medidas para depois dos votos arrecadados apresentarem em junho a fatura aos portugueses», advogou Jerónimo de Sousa, numa intervenção num almoço comemorativo do 93.º aniversário do PCP realizado em Paio Pires, no concelho do Seixal.

O líder dos comunistas realçou ainda que os «sinais para aqui e sinais para acolá» que se vão ouvindo de melhorias na economia representam a procura de «ganhos eleitorais» do Governo nas europeias marcadas para 25 de maio.