O secretário-geral do PCP afirmou hoje que o Governo da maioria PSD/CDS-PP está a «mistificar» a realidade, pretendendo colocar os portugueses «a pão e água», com mais medidas de austeridade, sem que isso resolva problema algum.

«Está a mistificar e a tentar contornar uma realidade que a maioria dos portugueses sente que é esta armadilha da dívida. O drama da afirmação do primeiro-ministro não é o reconhecimento do erro porque é legítimo dizer que tentaram. O problema é dizer que vão persistir neste rumo para o desastre», disse Jerónimo de Sousa, numa iniciativa autárquica, em Beja.

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, defendeu no sábado que medidas como os cortes nas pensões da Função Pública são decisivas para Portugal evitar um novo pedido de ajuda externa.

«Consideramos que sem a renegociação da dívida, sem a demissão deste Governo, sem a rejeição deste pacto de agressão, podem impor a austeridade que quiserem, pôr os portugueses a pão e água, que não resolvem os problemas nacionais», concluiu.