Isaltino Morais voltou e ganhou. Largas dezenas de pessoas esperavam o candidato independente, na sua sede de campanha, com ovações e gritando pelo seu nome. O salão não estava cheio mas a câmara de Oeiras, essa, já é sua. O antigo autarca voltou à política, depois de ter cumprido uma pena de prisão por fraude fiscal.

O candidato independente reúne entre 42,2% e 47,2% dos votos (entre seis a sete vereadores), segundo as projeções da Intercampus para a TVI.

O poder não é a cadeira. O poder é a capacidade para ouvir as pessoas, para as escutar, atendê-las, compreendê-las. É isso que no nosso programa propomos fazer".

VEJA TAMBÉM: Resultados e reações AO MINUTO

Ainda sem resultados totais, e frisando isso mesmo, Isaltino não deixou de sublinhar que ganhou. Disse "vitória" quatro vezes em três frases.

 A vitória já a tivemos e é uma grande vitória. É uma vitória dos oeirenses. Os oeirens estiveram hoje uma grande vitória, demonstraram que, em Oeiras, a democracia, a tolerância, a vivência democrática e, sobretudo, o querer um novo ciclo de desenvolvimento está bem arreigado no espírito, na vontade, na determinação dos oeirenses". 

O candidato vencedor, que deixou o atual presidente da câmara, Paulo Vistas, a cerca de 20 pontos percentuais de distância. As suas últimas palavras vão para felicitar os outros candidatos e deixar uma palavra de "reconhecimento" à população.

"A minha felicidade, a vossa felicidade, é pelos oeirenses. Eles disseram o que queriam, mas também disseram o que não queriam e é importante interiorizarmos bem, para não cometer os erros cometidos por outros", afirmou.

Sobre a abstenção, disse que é "positivo" que seja menor nestas eleições. Ainda assim, ficou entre os 44% e os 48%.