O candidato independente à Câmara de Oeiras Isaltino Morais (Inovar Oeiras de Volta) disse esta segunda-feira ter recebido uma manifestação de saudades dos funcionários da autarquia, após uma visita ao edifício do Paços do Concelho.

Os funcionários são povo, são eleitores, são cidadãos que vivem o seu concelho e, portanto, à semelhança dos cidadãos, dizem-me que têm saudades minhas e querem que eu volte", contou à Lusa.

Distribuiu beijinhos e abraços a quem entrava e saía da Câmara Municipal, demorava-se mais à conversa com aqueles que conhecia melhor e deixava alguns recados: "deve-se ser fiel a quem preside a câmara".

Questionado sobre o significado da mensagem e sobre se seria alguma lição que o próprio tinha aprendido, Isaltino Morais disse apenas que "é pedagógico".

Às vezes, há pessoas têm algum receio de expressar a sua opinião, mas os funcionários da câmara são cidadãos como outros. As pessoas que estão integradas numa estrutura, enquanto trabalhadores, têm que defender a sua organização. Outra coisa é a opção política de cada um e aí total liberdade e ninguém tem de ficar zangado, ou estranhar, que um funcionário tenha esta ou aquela opção política", justificou.

Passava pouco das 12:30 quando Isaltino Morais entrou pela Câmara que presidiu durante mais de 20 anos e onde promete voltar como se fosse a primeira vez.

"Os estados de alma não contam, não têm que contar. Eu passo aqui como se nunca tivesse estado aqui dentro. Estou em campanha eleitoral e quero iniciar um novo ciclo de desenvolvimento. Com a energia que eu tenho é como se fosse a primeira vez que fosse eleito", disse.

Com "sentido de responsabilidade", Isaltino Morais sabe a "expetativa" que há sobre a sua candidatura.

"Se os cidadãos de Oeiras quiserem, acho que vão ficar satisfeitos porque eu tenho bem noção do sentido de responsabilidade e da expetativa e esperança que as pessoas colocam na minha candidatura, porque sabem que, em termos de futuro, a sua vida pode melhorar", sustentou.

À saída, Isaltino Morais encontrou ainda o candidato do PSD/CDS-PP/PPM, Ângelo Pereira: "brinquei com ele. Conheço-o desde miúdo".

Não há tensão nenhuma [entre candidatos]. (…) O que está aqui em causa são os programas eleitorais e eu acho que ainda há muita coisa para fazer ao nível das necessidades das populações", concluiu.

Oeiras conta com 13 candidatos às próximas eleições autárquicas de 01 de outubro. Os candidatos são Paulo Vistas (Independentes, Oeiras Mais À Frente), Isaltino Morais (Inovar Oeiras de Volta), Joaquim Raposo (PS), Ângelo Pereira (PSD/CDS-PP/PPM), Sónia Gonçalves (Renascer Oeiras 2017), Heloísa Apolónia (CDU), Miguel Pinto (BE), Pedro Torres (PAN), Safaa Dib (Livre), Isabel Sande e Castro (Nós, Cidadãos!), Pedro Perestrello (PNR), André Madaleno (PTP), Alda Gameiro (PCTP/MRPP).