O Presidente da República deu posse no Palácio de Belém à nova secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, na oitava alteração ao executivo de maioria PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho.

Isabel Castelo Branco assume a pasta da secretaria do Tesouro quase um mês depois do ex-secretário de Estado Joaquim Pais Jorge ter apresentado demissão do cargo, a 7 de agosto.

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, disse que a nova secretária de Estado do Tesouro vai ter um trabalho «muito importante» no regresso de Portugal aos mercados financeiros.

Em declarações aos jornalistas no Palácio de Belém, no final da cerimónia de posse da nova governante, a ministra realçou que Isabel Castelo Branco terá um papel «muito importante na tarefa de estratégia de regresso aos mercados», ficando também com o «acompanhamento do setor empresarial do Estado» e das suas empresas.

Sobre o desenvolvimento macroeconómico do país, a ministra das Finanças sublinhou contudo que regresso aos mercados «já se iniciou, aliás mais cedo que o previsto», e é necessário agora «continuar esta trajetória».

Com 46 anos, cumpridos a 31 de julho, Maria Isabel Cabral de Abreu Castelo Branco é licenciada em Economia, pela Universidade Nova de Lisboa e frequentou o programa de MBA da mesma instituição entre 1991 e 1992.

À cerimónia da tomada de posse, que se iniciou pouco depois das 17:00 e durou cerca de cinco minutos, assistiram seis ministros do Governo mais o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Presentes estiveram a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, o ministro da Economia, António Pires de Lima, o ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, o ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e o ministro da Presidência e Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes.

Alguns dos ausentes foram o ministro da Saúde, Paulo Macedo, a ministra da Justiça, Paula Teixeira de Cruz, e o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco.

No final da cerimónia, o Presidente da República e o primeiro-ministro cumprimentaram todos os membros do Governo presentes, entre os quais diversos secretários de Estado.