A empresa de telecomunicações brasileira Oi esclareceu, esta quarta-feira, que a RioForte ainda tem sete dias para pagar a dívida de 847 milhões de euros à empresa, segundo as condições acordadas aquando da emissão da dívida.

Apesar de ter vencido na terça-feira última, o prazo para o reembolso dos 847 milhões de euros, sem que a RioForte «tenha liquidado as suas obrigações», as condições de emissão de dívida estabelecem «um período de cura de sete dias úteis» para que a empresa efetue este pagamento, esclarece a Oi em comunicado ao regulador do mercado brasileiro.

O comunicado clarifica ainda que, no próximo dia 17 de julho, «também ocorrerá o vencimento de uma parcela adicional de 50 milhões de euros de dívidas da RioForte, também sujeitas ao mesmo período de cura».

A PT comunicou ao mercado a celebração de um Memorando de Entendimento (MoU) com a sua parceira brasileira Oi na sequência do final do prazo que a RioForte tinha para reembolsar os 847 milhões de euros à empresa.

PT e Oi renegociam acordo de fusão

O MoU permanecerá em vigor até à data da assinatura dos contratos definitivos ou da assembleia-geral de 8 de setembro de 2014.

O objetivo do acordo é «facultar o tempo necessário para minimizar a perda no valor da Dívida da RioForte», permitindo simultaneamente «a conclusão da combinação de negócios, assim que possível, com base na contrapartida acordada para os acionistas da PT (3,64 ações da CorpCo por cada ação da PT), dividida em duas componentes».