O Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, encontra-se este sábado com o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, em Washington, no primeiro dia de uma visita oficial aos Estados Unidos, segundo a agência Lusa.

Na agenda do encontro, estarão temas como a crise económica internacional, as relações dos EUA com a América Latina, biocombustíveis e a importância da conclusão da Ronda de Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Nos últimos dias, Lula da Silva intensificou as críticas contra o proteccionismo comercial nos países desenvolvidos, possibilidade que considerou como «desastre» para a economia mundial.

«Não é possível que o mundo rico, que passou meio século dizendo que era preciso ter livre comércio, agora no primeiro calo que começa a doer, eles acham que tem que voltar o proteccionismo», salientou Lula da Silva, antes de embarcar para os Estados Unidos.

«Brazil: Global Partner in a New Economy»

Na segunda-feira, Lula da Silva participará do primeiro grande seminário internacional sobre o Brasil, nos Estados Unidos, após o agravamento da crise financeira internacional.

O Presidente brasileiro e seus ministros da área económica vão participar, ao lado de 250 investidores e executivos internacionais, do evento «Brazil: Global Partner in a New Economy», promovido pelo Wall Street Journal.

Entre os participantes, estará o presidente do grupo EDP, António Mexia, no painel «Fontes de financiamento e oportunidades de investimento», ao lado do presidente da estatal Petrobras, José Sergio Gabrielli.

António Mexia apresentará as actividades da EDP no Brasil, com relevo para a utilização da experiência mundial do grupo português na produção de energia limpa.