O PS quer ouvir na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) os antigos ministros das Finanças Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque, e os socialistas solicitaram também documentos à Caixa, Governo e Banco de Portugal (BdP).

Os socialistas endereçaram esta quinta-feira um requerimento ao presidente da comissão parlamentar de inquérito, o social-democrata José Matos Correia, pedindo já algumas audições e vários documentos, texto a que a agência Lusa teve acesso.

Na parte das audições, os socialistas chamam nesta fase sete personalidades: o governador do BdP, Carlos Costa, o ainda presidente da CGD, José de Matos, e os antigos ministros do PSD Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque estão entre as escolhas do partido.

Também convocados pelos socialistas são três figuras ligadas à CGD: Eduardo Manuel Hintze da Paz Ferreira, presidente da comissão de auditoria do banco, Fernando Faria de Oliveira, ex-presidente do conselho de administração da Caixa, e Álvaro José Barrigas do Nascimento, também ex-presidente da administração do banco público.

O PS sublinha que poderá vir a aditar o requerimento apresentado esta quinta-feira e incluir novos nomes.

Entre os documentos pedidos pelo partido estão, por exemplo, o plano de capitalização da CGD de 2012 e um parecer do BdP sobre esse mesmo plano.

Os socialistas, coordenados na comissão pelo deputado João Paulo Correia, querem também conhecer o "regulamento de concessão de crédito de elevado montante e políticas de gestão dos riscos de crédito" do banco desde o ano de 2000.

A comissão de inquérito à Caixa, potestativa e pedida por deputados de PSD e CDS-PP, reúne-se na sexta-feira no parlamento.