O deputado do PSD Duarte Pacheco afirmou esta segunda-feira que o país "estava no rumo certo" com as opções dos Governos PSD/CDS-PP, sem necessidade de "inverter políticas", ao comentar dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

"Mostra que o país estava no rumo certo. Fica provado que para manter trajetória de recuperação não é necessário alterar o rumo, inverter políticas, destruir credibilidade e confiança e, ao contrário daquilo que o primeiro-ministro pareceu defender, não é preciso apostar no mercado interno", disse, em declarações à Lusa.

Segundo o organismo nacional de estatísticas, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,5% no conjunto de 2015 e 0,2% no último trimestre do ano face aos três meses anteriores (em cadeia) e a economia portuguesa cresceu 1,3% no quarto trimestre do ano, em termos homólogos (variação de 1,4% no trimestre anterior).

Segundo o parlamentar social-democrata, "o mercado interno já estava a recuperar com a política anterior, mas sem se abandonar os mercados externos e as exportações" e verificava-se "confiança nas famílias e empresários" e, em consequência de tudo, uma "diminuição do desemprego".

"Em 2015, Portugal cresceu 1,5%, mais do que nos outros últimos cinco anos, mais do que a média da primeira década deste século - a década perdida socialista -, e esse crescimento foi em todas as frentes: formação bruta de capital fixo, consumo privado (valores equivalentes ao ano de 2000) e exportações", destacou.