A vice-presidente da bancada do CDS-PP Cecília Meireles defendeu, nesta quarta-feira, que os números das exportações divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística são obra da energia de empresas e trabalhadores que fazem um "desmentido do bota-abaixo profissional".

"Os dados de hoje são um desmentido do bota-abaixo profissional, um desmentido que não é feito por ninguém nesta sala, é feito pela energia das nossas empresas e trabalhadores", afirmou.

Falando numa intervenção política na reunião da comissão permanente da Assembleia da República, Cecília Meireles referiu-se aos dados divulgados hoje pelo INE, segundo os quais as exportações aumentaram 6,0% e as importações 3,8% no trimestre terminado em julho de 2015 face a igual período do ano passado.

"A economia portuguesa está francamente a crescer há sete trimestres consecutivos e em cadeia", argumentou a deputada, sublinhando que são factos que têm “impacto muito real e concreto na vida das pessoas", porque "depois de um período muito difícil", a "economia começou a recuperar emprego".

"É uma boa notícia não para o Governo mas para Portugal e para todos os portugueses", defendeu ainda.

Cecília Meireles também se referiu à crise dos refugiados, em fuga da guerra e da fome, que "não pode deixar ninguém indiferente" e pediu uma "resposta europeia, concertada e global".

"Portugal tem uma longa tradição de acolhimento e é nesse quadro europeu que atuaremos", fundamentou.