O primeiro-ministro, António Costa, defendeu esta quarta-feira que só com a escola pública é possível garantir a igualdade de oportunidades para todas as crianças e renovou o compromisso do Governo na generalização do pré-escolar.

"É a demonstração de como aquilo que garante a igualdade de oportunidades para todas as crianças e que todas as crianças possam ter o ensino de melhor qualidade é a escola pública onde o Estado, as autarquias, em conjunto com as famílias, podem dar a qualquer criança, nascida aqui no antigo bairro de Santa Filomena, ou em qualquer outro bairro possam ter as oportunidades que eu tive", disse.

O primeiro-ministro visitou esta quarta-feira de manhã a Escola Básica com Jardim de Infância Aprígio Gomes, que conta com 458 crianças, e em seguida a Escola de segundo e terceiro ciclos Cardoso Lopes, sede do agrupamento da Amadora, que prossegue projetos educativos na área da música, artes plásticas e desporto, incluindo uma parceria com a Escola de Judo, do judoca português Nuno Delgado.

O primeiro-ministro defendeu que o "grande investimento que o país tem que fazer é na educação", renovando o compromisso do executivo na generalização do ensino pré-escolar a todas as crianças entre os 3 e os 5 anos.

Além do pré-escolar, Costa defendeu também que esse investimento deve prever a oferta de oportunidades de estudo à geração adulta que não conseguiu frequentar o ensino por ter tido necessidade de trabalhar precocemente e que hoje carece de formação para "estar preparada para o futuro".

Na primeira sala que visitou, na escola Básica Aprígio Gomes, inaugurada em 2010, António Costa recebeu um livro com histórias da autoria dos alunos do terceiro ano do primeiro ciclo, que estavam a trabalhar no tema "Os direitos da criança" para assinalar o Dia Mundial da Criança.