O antigo primeiro-ministro socialista José Sócrates vai ser homenageado pela Câmara da Covilhã, que deliberou atribuir-lhe a medalha de ouro de mérito municipal e a chave da cidade, disse hoje à agência Lusa o presidente daquele município.

Vítor Pereira (PS) esclareceu que a deliberação foi aprovada por unanimidade em reunião de executivo e que as insígnias serão atribuídas no âmbito das comemorações do dia da cidade, a 20 de outubro.

«É uma distinção mais do que justa pelos esforços que o engenheiro José Sócrates desenvolveu ao longo de toda a carreira política pela defesa da Covilhã. Tenha sido como deputado, secretário de Estado, ministro ou primeiro-ministro, pugnou sempre pela Covilhã, pela Cova da Beira e pela região», sublinhou.

O autarca recordou as várias «obras de relevo» que foram concretizadas na região graças ao empenho direto do antigo primeiro-ministro, que cresceu e iniciou a carreira política naquela cidade.

«Podemos mencionar, por exemplo, a concretização da última fase do Regadio da Cova da Beira, a construção da Faculdade de Ciências da Saúde, a construção da A23, a inclusão da Covilhã no programa Polis, bem como o alargamento da rede de gás natural ao interior do país», fundamentou.

Vítor Pereira não tem dúvidas que «a Covilhã tem todas as razões para lhe estar reconhecida».

O presidente da autarquia covilhanense adiantou ainda que já endereçou o convite a José Sócrates e que este aceitou a distinção, remetendo para mais tarde a confirmação da presença, por questões de agenda.