O secretário geral do PS, António José Seguro, exortou este sábado os restantes partidos da esquerda e a direita a aprovarem a proposta socialista para baixar Imposto Municipal Sobre Imóveis (IMI).

Seguro lançou o apelo, em Bragança, «a todas a forças políticas da esquerda e da direita para que possam apoiar» a proposta que o PS promete apresentar «muito brevemente na Assembleia da República».

No jantar de apresentação do candidato do PS à Câmara de Bragança, Júlio Meirinhos, o líder socialista insistiu no anúncio que já tinha feito durante o dia, em Belmonte, sobre a proposta para que o Estado faça a atualização dos valores das casas para baixar o IMI.

A revisão do valor dos imóveis, de acordo com os valores de mercado, iria diminuir o imposto e «melhorar um pouco que seja a vida dos portugueses», salientou António José Seguro, acrescentando que esta proposta surge no seguimento de outras apresentadas pelo PS na Assembleia da República.

Em Bragança, o secretário geral do PS lembrou que foi um Governo PS, o de José Sócrates, que levou a autoestrada àquela que era a única região do país sem um quilómetro de rodovia com estas características.

O candidato socialista à autarquia local, liderada há 16 anos pelo PSD, defendeu que é agora «necessário lutar pela continuidade da autoestrada até Espanha».

Júlio Meirinho propõe-se fazer uma «mudança tranquila» em Bragança e «transformar a interioridade numa vantagem, de tal modo que dentro de algum tempo as cidades do litoral tenham inveja da natureza, paz, condições e qualidade de vida e produtos de qualidade».

O candidato, que trocou as habituais sedes de campanha por duas carrinhas que se deslocam às localidades do concelho, juntou hoje mais de mil pessoas num jantar oferecido a todos que compareceram no castelo de Bragança.