A vereadora do PSD na Câmara Municipal do Porto Guilhermina Rego anunciou nesta quinta-feira a desfiliação do partido, por uma «questão de integridade pessoal», e adiantou que vai figurar na lista de candidatos autárquicos liderada pelo independente Rui Moreira.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a vereadora do executivo chefiado por Rui Rio explica que a escolha de Luís Filipe Menezes como candidato do PSD à autarquia portuense está na origem da decisão de abandonar o partido pelo qual foi eleita.

«Em face da política que o Dr. Luís Filipe Menezes levou a cabo na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia nos 16 anos que a ela presidiu, estou convicta de que é sua intenção fazer o mesmo no Porto, ou seja, ignorar todo e qualquer rigor financeiro na futura gestão da nossa cidade», escreve Guilhermina Rego.

A vereadora adianta que vai apoiar e integrar a lista da candidatura independente à autarquia liderada por Rui Moreira: «Porque me revejo nos princípios essenciais que norteiam a sua candidatura, desde logo no facto de ser considerado prioritário o controlo rigoroso das contas públicas.»

Os líderes concelhio e distrital do PSD/Porto consideram a saída do partido da vereadora Guilhermina Rego como «irrelevante» acusando-a de ingratidão e de «querer manter um lugar na vereação» ao integrar a lista de Rui Moreira à autarquia.

A posição de Guilhermina Rego surge dois dias depois de o presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, ter afirmado que não poderia votar em Luís Filipe Menezes porque «vai destruir tudo o que foi feito» na cidade.