O parlamento chumbou esta quarta-feira um projeto de resolução do BE para a renegociação da dívida, que contou, contudo, com votos favoráveus e a abstenção de vários deputados da bancada do PS, incluindo o ex-secretário-geral socialista Ferro Rodrigues.

No final do debate potestativo agendado pelos bloquistas, os três pontos do diploma foram votados em separado.

O segundo ponto, que defende «uma renegociação urgente da dívida pública, nos seus prazos, montantes e taxas de juros», foi chumbado com os votos contra do PSD, do CDS-PP e do PS, mas contou com o apoio de PCP, BE e PEV e dos deputados socialistas Duarte Cordeiro, Pedro Nuno Santos, João Galamba e Pedro Delgado Alves.

O antigo secretário-geral do PS Ferro Rodrigues e as deputadas Isabel Moreira e Inês de Medeiros abstiveram-se na votação desta alínea.

O primeiro ponto do projeto, para a «denúncia do memorando», foi igualmente rejeitado pela maioria e pelo PS, teve os votos a favor dos três partidos mais à esquerda e a abstenção dos socialistas João Galamba e Pedro Nuno Santos.

O ponto três, sobre as condições de renegociação, foi chumbado com votação idêntica ao primeiro.