O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, foi recebido, esta terça-feira, no Barreiro por várias dezenas de manifestantes, que exigiam a demissão do governo.

Jorge Moreira da Silva esteve na cerimónia de abertura da Semana de Homenagem a Alfredo da Silva, que decorreu no Barreiro, organizada pela empresa Baía do Tejo, com o objetivo de lembrar o antigo industrial e chamar à atenção para os Parques Empresariais da Baía do Tejo e para os territórios do Arco Ribeirinho Sul.

Várias dezenas de manifestantes, colocados pela PSP numa zona protegida por barras metálicas, estavam a aguardar a chegada do ministro, com palavras de ordem contra o governo e exigindo a sua demissão.

Os manifestantes, controlados por um forte contingente policial, tinham várias faixas e cartazes com frases como «Governo Rua», «Reposição de salários e pensões» ou «É preciso trabalho com direitos».

O ministro entrou no edifício rapidamente e quando saiu já os manifestantes tinham desmobilizado, com Moreira da Silva a recusar-se a prestar declarações.