O secretário-geral do PCP disse, este sábado, haver uma maioria de deputados no Parlamento, que é "condição bastante" para formar um governo de iniciativa do PS e capaz de permitir "uma política que assegure uma solução duradoura"

"A evolução da situação confirma três factos. Primeiro: O PSD e o CDS-PP em minoria não têm condições para formar governo e aprovar o seu programa", disse Jerónimo de Sousa, num almoço-convívio com militantes do PCP na vila de Vidigueira, no distrito de Beja, no Alentejo.

Segundo facto, "há uma maioria de deputados, que constitui condição bastante para a formação de um governo de iniciativa do PS, que permita a apresentação de um programa, a entrada em funções para a adoção de uma política que assegure uma solução duradoura", prosseguiu Jerónimo de Sousa, citado pela Lusa.

E, acrescentou o secretário-geral do PCP, "há condições para dar resposta urgente a problemas e aspirações dos trabalhadores e de vastas camadas da população vítimas da política de exploração e de empobrecimento dos últimos anos".