O PSD mostrou-se hoje «tranquilo» e elogiou a «total transparência» por parte do Governo na transmissão de dados sobre situação financeira do país, em resposta a uma notícia sobre alegado falseamento da evolução dos salários em Portugal.

«Não temos nenhuma informação sobre essa matéria em concreto que, naturalmente, precisa de ser esclarecida. Se há nota que tem sido dominante no Governo nos últimos anos, desde que esta maioria assumiu funções, é a de que tem havido uma total transparência na transmissão de todos os elementos a todas as instâncias», disse o líder parlamentar social-democrata, no Parlamento.

O líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, anunciou hoje de manhã um pedido de esclarecimentos ao primeiro-ministro sobre a informação transmitida ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

«É evidente que, depois, não está no domínio do Governo a extrapolação que é feita desses dados que são fornecidos por parte das instituições às quais se dirigem», afirmou Montenegro, reiterando a «transparência total e irrepreensível por parte do Estado português e do Governo relativamente à situação financeira e da administração pública».

O Jornal de Negócios noticiou a publicação de gráficos por parte do FMI para retratar a evolução dos salários em Portugal e defender a importância de mais cortes no setor privado, alegadamente com base em dados deturpados.

«Se alguma coisa deve ser esclarecida, estamos tranquilos. Nunca houve por parte desta maioria e, estou certo, por parte do Governo, nenhuma intenção de esconder nada e, muito menos, de fazer uso de um qualquer subterfúgio para justificar medidas que são importantes para termos um Estado e uma Economia que possam dar um ciclo de crescimento sólido nos próximos anos», concluiu.