O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou esta segunda-feira o internacional português Cristiano Ronaldo pela sua eleição como melhor jogador do ano 2017, galardão da FIFA que recebeu pela quinta vez. O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, também já felicitaram o futebolista, sublinhando que CR7 é "uma inspiração". 

O Presidente da República saúda Cristiano Ronaldo pela eleição como melhor jogador do ano 2017, esta noite, em Londres, na Gala da FIFA”, pode ler-se, em nota publicada na página de Belém na Internet.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, enalteceram o papel inspirador de Cristiano Ronaldo.

Cristiano Ronaldo é uma inspiração para desportistas e cidadãos de todas as idades. Pela quinta vez é eleito, pelos seus pares, o melhor do mundo. Ninguém o foi mais vezes, não havendo, pois, melhor futebolista do que aquele que Cristiano se fez”, pode ler-se na nota enviada à comunicação social pelo gabinete do ministro da Educação, responsável pela tutela do Desporto.

No texto, Tiago Brandão Rodrigues e João Paulo Rebelo felicitam o capitão da seleção nacional por “mais esta consagração da FIFA”, considerando que “talento, superação, evolução, trabalho e missão são, certamente, algumas das razões que fazem de Ronaldo, muito justamente, um desportista planetário”.

“O país agradece o empenho, a dedicação, a resiliência, mas, acima de tudo, o espírito de superação deste futebolista - que exibe sempre com orgulho a camisola de Portugal - e que volta a colocar toda uma nação a festejar aquele que é o mais preponderante galardão individual do futebol à escala global”, conclui a nota.

O internacional português Cristiano Ronaldo foi eleito pela quinta vez o melhor futebolista do ano da FIFA, prémio agora designado ‘The Best’, igualando o ‘penta’ do argentino Lionel Messi.

Depois dos triunfos em 2008, 2013, 2015 e 2016, o jogador do Real Madrid venceu o prémio referente à época 2016/17, já que a votação estava o período compreendido entre 20 de novembro de 2016 e 02 de julho de 2017, no qual Ronaldo marcou 39 golos, em 40 jogos.

Além de Ronaldo, eram finalistas o argentino Lionel Messi (FC Barcelona), eleito o melhor em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2014, e o brasileiro Neymar, pelo qual o Paris Saint-Germain pagou ao ‘Barça’ 222 milhões de euros no último defeso.

A eleição do ‘The Best’, anunciada esta segunda-feira numa cerimónia realizada em Londres, foi feita pelos selecionadores nacionais, os ‘capitães’ das seleções, jornalistas e público, que votaram entre 21 de agosto e 7 de setembro.