O vereador da Higiene Urbana e Estruturas de Proximidade da Câmara de Lisboa, Duarte Cordeiro (PS), vai suceder a Fernando Medina na vice-presidência do município, disse esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial da autarquia.

É com «eenorme sentido de responsabilidade» que aceita o convite feito por Fernando Medina para assumir o cargo de vice-presidente, que, a seu ver, «tem como principal objetivo suportar o presidente e manter um espírito de equipa neste executivo», disse Duarte Cordeiro à agência Lusa.

«É reforçar um papel que já vinha a ser assumido, em parte, uma vez que tinha a responsabilidade de acompanhar a Assembleia Municipal e de contactar com todos os elementos do executivo por ter esse papel»


Duarte Cordeiro referiu que manterá os pelouros que estavam sob a sua alçada, a Higiene Urbana e as Estruturas de Proximidade, «um conjunto de áreas extensão» que considerou serem cruciais para a cidade.

Falando na melhoria das condições de circulação e na «modernização» da nova orgânica dos serviços municipais, salientou que a manutenção da cidade está «no topo das prioridades» do executivo, de forma a ir «mais ao encontro das expetativas dos lisboetas».

Relativamente ao pelouro das Finanças do município, disse ficar «muito bem entregue» a João Paulo Saraiva. «Há várias formas de nos organizarmos e estou convicto de que o João Paulo Saraiva terá todas as capacidades para desenvolver um bom trabalho», sustentou Duarte Cordeiro, adiantando que já houve situações em que o vice-presidente do município não tinha a área das Finanças, como quando Manuel Salgado, atual vereador do Urbanismo, assumiu essa função (no mandato anterior).

Fernando Medina tomou, na segunda-feira, posse como presidente da Câmara de Lisboa. Sucedeu a António Costa à frente da Câmara de Lisboa, que deixou o cargo para se concentrar na sua candidatura a primeiro-ministro.

Medina era, desde as eleições autárquicas de 2013, vice-presidente da Câmara e responsável pelas pastas das Finanças, dos Recursos Humanos e do Turismo.

Com a entrada de João Paulo Saraiva, o executivo municipal - de maioria socialista - passa a contar com três vereadores do movimento Cidadãos por Lisboa, incluindo o vereador dos Direitos Sociais, João Afonso, e a vereadora da Habitação e Desenvolvimento Local, Paula Marques.

A Câmara é ainda composta por seis vereadores do PS (aos quais acresce o presidente e o vice-presidente), três do PSD, dois do PCP e um do CDS-PP.

O movimento Cidadãos por Lisboa é liderado por Helena Roseta, presidente da Assembleia Municipal de Lisboa.