O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP às eleições europeias, Paulo Rangel, afirmou hoje que com o anúncio de que o ex-primeiro-ministro José Sócrates vai participar na campanha do PS «caiu a máscara» aos socialistas.

Em declarações aos jornalistas, em Santa Maria da Feira, Paulo Rangel sustentou que a participação de José Sócrates na campanha do PS, embora seja «só no fim, que é para se ver pouco», demonstra que a mudança prometida pela atual liderança dos socialistas «é o regresso ao passado».

«É preciso que os eleitores estejam conscientes disso», defendeu o social-democrata, no final de uma visita a uma associação de empresas corticeiras. Por sua vez, o número um do CDS-PP na lista da Aliança Portugal, Nuno Melo, pediu aos socialistas que «coloquem Sócrates na "selfie"» que usam como cartaz de campanha, porque assim «Portugal inteiro fica a perceber rigorosamente o que está em causa» nas eleições de dia 25.