O eurodeputado e recandidato da CDU ao Parlamento Europeu pediu hoje «castigo» para PS, PSD e CDS-PP, por desprezarem o setor piscícola português, no mercado de Angeiras e junto de pescadores locais, em Matosinhos.

«Não acreditam, sobretudo, em quem, nos últimos 37 anos, tem alternado no governo do país, que são os mesmos que têm estado em maioria no Parlamento Europeu - nesses não acreditam, é visível -, mas cada vez mais vão percebendo que a CDU é a força que é diferente dos que têm sido todos iguais», disse João Ferreira, clamando que os eleitores deem «um castigo» no dia 25 de maio.

O também vereador da Câmara Municipal de Lisboa congratulou-se com o facto de alguns dos pescadores de Angeiras o reconhecerem e ao «trabalho que tem sido desenvolvido lá no Parlamento Europeu em defesa das pescas nacionais, dos pescadores, em especial da pequena pesca costeira e tradicional».

«Sabem também quem cá, nos governos do país, e no Parlamento Europeu tem entregado e desprezado a importância das pescas nacionais e tem entregado a gestão dos recursos vivos marinhos nas mãos da União Europeia, com as consequências que hoje são conhecidas. Um país como Portugal, que tem a maior zona económica exclusiva, importa hoje dois terços do peixe que consome», lamentou.

Entre os diversos cidadãos abordados, foi notória a desilusão com os protagonistas políticos atuais, sem exceção, algo que João Ferreira tentou contrariar, designadamente frases como: «andam todos ao mesmo».

«Às horas da pesca, vocês andam todos no cinema. Trabalhar não há quem queira», atirara um dos pescadores, enquanto arranjava a rede, num barracão junto à praia de Angeiras, assegurando que «estes que lá estão (no Governo) não valem».