não haver «violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade» do Governo