O Conselho do Governo Regional da Madeira vai aprovar, na quinta-feira, na reunião semanal, uma resolução louvando publicamente a seleção portuguesa de futebol, com destaque para “o madeirense de exceção” Cristiano Ronaldo

“O Governo Regional da Madeira louva a conquista do Campeonato da Europa pela seleção nacional de futebol, um feito extraordinário, que orgulha todos os portugueses, incluindo os espalhados pelos inúmeros países de acolhimento da diáspora, bem como a generalidade dos cidadãos dos países de língua oficial portuguesa”, refere a nota divulgada pelo gabinete da presidência do executivo.

Segundo o governo madeirense liderado por Miguel Albuquerque, a conquista da taça europeia “enobrece a nação, porque a distingue entre as potências desportivas europeias do desporto-rei e lhe confere a notoriedade que os feitos desportivos de relevo proporcionam, contribuindo de modo eloquente para a afirmação de Portugal no plano internacional”.

O Governo da Madeira decidiu assim louvar “publicamente os jogadores, treinadores, demais técnicos e dirigentes” que venceram o Euro 2016, mas destaca “o capitão da equipa, Cristiano Ronaldo, um madeirense de exceção”, e sublinha o orgulho pelo “expoente máximo do esforço, dedicação e liderança, que permitiu esse feito ímpar.”

Eliseu nasceu na Terceira

O presidente do Governo dos Açores felicitou hoje a Federação Portuguesa de Futebol e o internacional Eliseu, natural da ilha Terceira, pelo título de campeão europeu, conquista que “ficará na história como um dos principais feitos do desporto português”.

“Foi com uma grande emoção que assisti à vitória da Seleção Nacional portuguesa no Campeonato da Europa de Futebol, uma conquista inédita e merecida que deixou, também, todos os açorianos a vibrar com sentimentos de grande alegria e de muito orgulho na sua equipa”, afirma Vasco Cordeiro, citado numa nota de imprensa do executivo regional.

Na mensagem, o presidente do Governo Regional destaca que a vitória “prova que um percurso de sucesso é sempre construído passo a passo, com muito trabalho, dedicação e abnegação, constituindo essa a fórmula certa para se ultrapassar todos os adversários e todos os obstáculos”.

“Felicito, assim, todos os jogadores, com destaque, naturalmente, para o açoriano Eliseu, equipa técnica e dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol pela conquista deste título de Campeão Europeu, ainda para mais por uma equipa bem representativa das várias dimensões territoriais do nosso país”, acrescenta Vasco Cordeiro.